Programadas para se autodestruir

Imagem: Brooke Cagle

 "- Nossa você está linda!" "- Ah imagina! Olha só como meu cabelo está seco."

 "- Caramba que pele boa!" "- É uma base potente que comprei pra esconder as manchas e espinhas."

 "- Você está com uma barriga chapada hein! "- Que isso... Olha essa gordura quando sento!" 

   Engraçado né? Como sempre temos uma desculpa pra poder acabar com os elogios que recebemos. É tão automático e tão corriqueiro querer diminuir-se diante de algum elogio. Parece até obrigação. 

   Quando recebemos um elogio de um cara, logo tratamos de responder com "existem mais bonitas" ou "você é cego, cara". Pensamos que ele só está falando aquilo porque quer algo a mais. Mas já parou pra pensar que um cara não vai te oferecer um elogio falso quando ele realmente quer algo a mais. Porque se ele te quer, obviamente ele acha você "atrativa" de algum modo e acaba elogiando. 

   E quando aquela amiga te elogia demais? "Hmmm, falsiane. Aposto que pelas costas vive falando mal de mim" Ok, pode até existir as falsianes como também pode existir os elogios sinceros. O que tem sua amiga te elogiar sempre? Você não está acostumada em escutar o que os outros acham legal em você? Pois é, nós não estamos. 

   Chega a ser estranho porque até onde me lembro, na infância, eu e provavelmente você, éramos muito elogiadas. "Quem é a menininha mais linda do papai?" ou "Que cabelo mais lindo minha netinha tem!" ou "Tão bonita e tão esperta! Imagina quando crescer!" Fala aí se você não era elogiada e mimada quando criança. E ainda ficávamos todas cheias com os elogios, nem ''passávamos na porta''. Daí fomos crescendo e parece que a aceitação de elogios foi se esvaindo. 

   E por que essa autodestruição? Por que a sina de querer rebater os elogios dos outros com cargas negativas? Por que pensar que quem se acha bonito é metido ou que não é humilde? Por que todo esse auê afim de acabar com a nossa própria auto estima? Por que simplesmente não aceitar todos esse elogios e fazer uma análise de como nós nos vemos, e de como os outros nos veem? Será que bate as ideias? Será que tanta gente assim está mentindo pra nós? Ou será que estamos mentindo para nós mesmas?

Compartilhe:

, , , , ,

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário