Vamos conversar sobre: Redução da maioridade penal, eu apoio!


“A emenda aprovada propõe a redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos, nos casos de crimes hediondos (estupro, sequestro, latrocínio, homicídio qualificado e outros), homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte. O texto também prevê a construção de estabelecimentos específicos para que os adolescentes cumpram a pena.”

A maioria das pessoas que apoiam a redução diz que ''Se o menor tem capacidade de cometer um crime grave, ele também tem capacidade de pagar por ele''. A defesa em relação aos que não apoiam é simples: o infrator era pobre e por isso roubou. Ou seja: se você é pobre, você pode ser ladrão. É teu destino, pobre.
 

Dai a gente vê aquele caso na TV do repórter que perguntou aos menores por que eles estavam realizando assaltos à mão armada e eles respondem em sequência: “roubei porque não tinha professor na sala, dai eu vim pra rua”, “roubei porque minha escola era de sucata” e por último, mas não menos importante “roubei porque não tinha aula no colégio”. E aí? Ouvimos mesmo essas frases dos menores que roubam e matam? O que de mais ruim ele pode aprender na prisão sendo que ele já rouba, mata e estupra?
 
Educação é sim uma grande saída para a maioria dos problemas que enfrentamos, principalmente em relação a violência. Mas quem disse que esses menores estão preocupados com as aulas de Matemática ou Biologia? A maioria está no crime porque decidiu ir para o crime. Estuprou uma jovem porque quis violentá-la e não porque não sabia que isso era errado.
 
Apoiamos a redução sim e ninguém falou em chicotear o jovem que bate carteira no centro. A proposta é punir severamente crimes hediondos. Já pensou se um menor de 16 anos rouba e te mata depois? Ele foi uma vitima da sociedade? Ou se ele estupra e mata uma pessoa de quem você gosta muito, ele não sabia que era errado? Ele não deve pagar pelo que fez?

Esse texto faz parte do projeto ''Vamos conversar sobre?'' e foi escrito com a ajuda das opiniões de leitores do blog.

Compartilhe:

, ,

Comentários

0 comentários:

Postar um comentário